sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Entrevista com Ronald Rios

Continuando as postagens das entrevistas feitas no dia dos lançamentos dos livros da Editora Barba Negra (o post abaixo explica um pouco sobre o evento), hoje irei postar a entrevista que fiz com o humorista carioca Ronald Rios, (que atualmente apreseenta o programa Oráculo na Jovem Pan e o badalhoca na MTV) que foi até o local para prestigiar o trabalho de seus amigos. Segue abaixo a entrevista.

Ronald Rios

Primeiro eu gostaria de saber se você veio ao evento para prestigiar alguém em especial?

Sim, são três amigos meus e eu vim pra dar um abraço neles que são o Silvio Lach, o Ulisses Mattos e o Arnaldo Branco especialmente o Ulisses que é um grande amigo.


Você já fez alguns trabalhos com o Ulisses e o Silvio, não é?

Sim, já trabalhei com todos eles. Com o Arnaldo eu tive um blog chamado Papo Ereto, mas que acabou não dando muito certo, agora o Ulisses e o Silvio já são meus amigos de longa data.


Dos 4 livros que estão sendo lançados aqui, 3 são de cartunistas, você gosta desse gênero de humor?

Claro, sou fã, eu acho que os quadrinhos brasileiros são muito bons.


O Brasil tem um publico grande que lê quadrinhos?

Não tem um publico muito grande que dá pra deixar o pessoal rico, mas tem um publico legal... não sei, eu não consigo analisar assim as coisas, mas tem, tanto que hoje eles estão lançando o livro. Tanto que o Arnaldo está a muito tempo aí no mercado com o Capitão Presença, que é um personagem de sucesso dele e as tirinhas do Mundinho Animal, que ele já faz há dois ou três anos se eu não me engano, e é muito legal ver isso publicado. É legal ver esse tipo de material publicado em livro, os caras ficam felizes quando as coisas estão dando certo. E é legal cara, é meio chato você ter a tirinha só no G1 (o portal publica as tirinhas de Arnaldo Branco), é legal você fazer em jornal, ter o livro pra levar ao banheiro pra dar uma cagada lendo as tirinhas do Arnaldo, eu anseio por este momento.


Muitas pessoas acreditam que a Editora Barba Negra irá ajudar o mercado de quadrinhos a crescer, você acha que irá ajudar em algo?


Cara, espero que sim, eu torço muito para que o mercado cresça, tudo o que eu gosto eu torço muito para que dê certo, então eu torço muito para o crescimento dos quadrinhos de humor nacionais, por que temos muita coisa bacana. Espero que a Barba Negra ajude, os caras estão muito bem intencionados e são competentes, eu espero que dê certo.


Em relação ao humor, qual sua opinião sobre a lei que proíbe piadas com os candidatos durante as campanhas eleitorais?


Então, isso atrapalha os programas que estão interessados em cobrir politica, não é o meu caso, mas eu creio que atrapalha quem está interessado. Não ligo muito, só iria ligar realmente se me atrapalhasse. Mas claro, se eu fosse um dos interessados eu estaria preocupado, mas não é o caso, mas boa sorte a todos eles. Eu creio que estão sendo prejudicados, mas é lei né cara, tem que cumprir a lei, não há muito o que se fazer, eles irão fazer passeata e tudo mais, mas enfim, boa sorte a todos eles, espero que sejam muito felizes e coletem todas as moedas da fase.


Agora falando de você, que está em um momento de ascensão na MTV, acabou de entrar na Jovem Pan, o que você acha que chamou a atenção do publico em você?

Ah sei lá, acho que eu falo merda e talvez merda original, não sei. Acho que é isso, eu falo coisas que as pessoas acham engraçadas, não é nem o que elas não tem coragem de dizer, só acham engraçadas. Como se fosse um amigo, as mesmas merdas que você fala pra um amigo jogando vídeo game eu falo pra milhões de pessoas. Acho que é por isso que é legal, por isso que o cara fica ouvindo rádio a meia-noite, ele pensa “o cara vai falar merda”, é por isso, não tem um grande estudo, não tem uma grande mensagem por trás. É só falar bobagem, só uma grande brincadeira, e eu acho que sou abençoado por uma especie de um dom ou qualquer coisa do tipo que me faz pensar coisas diferentes... sei lá, não sei mais o que eu estou dizendo, devo estar falando merda, esse chiclete que estou mascando deve ter alguma coisa alucinógena.


Como é pra você estar trabalhando na Jovem Pan ao lado do seu grande ídolo Emilio Surita?

O Emilio é o cara. Eu parei com a faculdade para poder vir morar aqui em São Paulo, mas passar trê horas ali na rádio conversando com o Emilio vale mais que qualquer faculdade. Ele é uma eterna inspiração pra mim, eu adoro vê-lo trabalhar.

As vezes eu faço o Programa Panico na rádio também, não sempre, mas as vezes eu faço, e além do panico eu faço o programa Oráculo, que é o meu programa principal na Jovem Pan, e tem sido muito divertido, eu estou fazendo com muito esforço e tenho gostado dos resulatdos. E eu faço ainda o Missão Impossivel com a Ligia Mendes, o Evandro Santo e o Bob Fernandez. Como eu nunca tinha feito rádio antes eu estou aprendendo muito com eles, estou muito feliz e é isso aí bichão.


Assim como seus amigos estão fazendo hoje, você pretende lançar algum livro?

Ficção eu não pretendo, por que eu quero fazer em video. O que for pra fazer de ficção eu vou escrever em roteiro pra tv. Eu tenho interesse em lançar livro com textos, tipo uma compilação de pensamentos. Tenho interesse em lançar uma especie de diário com textos engraçados, mas realmente um livro não tenho o menor interesse por que eu penso em vídeo, em rádio, então pra mim não interessa.


2 comentários:

  1. este cara e o máximo
    e o melhor apresentador do mundo

    ResponderExcluir
  2. Entrevista foda, o cara é um gênio do humor.

    ResponderExcluir