terça-feira, 19 de abril de 2011

Vocês e suas religiões

Aproveitando o gancho do post de ontem, já que eu falei sobre morte, céu, inferno, essas coisas. Hoje eu vou falar sobre uma coisa que está, de certa forma, ligada à isso.
No post de hoje vou falar sobre religião, esse assunto tão chato.
Eu poderia chegar aqui e fazer várias piadinhas sobre os diferentes tipos de religião e tal, mas não vou fazer isso. Não porque eu não queira, mas é que eu não conseguiria, afinal esse é um tema que eu não domino, não entendo nada sobre o assunto, e nem gostaria de entender.
Resolvi fazer esse post só pra mostrar o quanto eu acho chato esse papo. Aliás, acho que é o assunto que eu menos gosto.
Eu até frequento uma entidade religiosa (que não vejo a necessidade de citar qual), mas frequento apenas por me sentir bem indo lá. Não sou desses que gosta de se envolver e fazer com que aquilo seja a coisa mais importante de sua vida.
Não que seja errado fazer isso, cada um faz o que quer. É que eu não gosto mesmo da ideia de seguir aquilo fervorosamente, e criar inimizades com pessoas de religiões diferentes. Pra mim não faz diferença nenhuma a igreja, seita, centro, ou qualquer coisa que a pessoa frequenta. É tudo a mesma coisa.
E não falo isso pra parecer que "ah, eu respeito todos, independente da religião". Não, o caso nem é o respeito. É que eu não gosto mesmo do assunto. É igual se você for uma pessoa fútil, e alguém chegar em você pra conversar sobre politica. Tanto faz se ele disser que é petista ou tucano, pra você não faz a menor diferença, afinal você não tá nem aí pra politica. Ou se você for um cara mais culto e uma pessoa falar que gosta mais da Lady Gaga do que da Madonna. Tanto faz, afinal você não tá nem aí pra essas bobagens.
Eu sou assim com religião. Se você chegar pra mim e disser que é católico, ou evangélico, ou espirita, ou ateu, satanista, qualquer coisa, eu pouco me importo. Afinal esse vai ser o último assunto que eu vou querer discutir com você.
Sei lá, vamos falar de música, politica, futebol (e olha que eu nem gosto de futebol), menos de religião.
Só o que me incomoda, é que pessoas que levam a sério demais esse assunto, geralmente só querem falar disso. Sempre dão um jeito de puxar qualquer assunto que for pra religião.
Por exemplo, você tá lá falando de uma novela, aí o cara dá um jeito de envolver Deus no assunto, e quando você menos espera a conversa já é sobre religião. Sempre acontece isso.
Sem contar as vezes que ficam convidando pra ir na igreja. Não que seja errado também, na verdade se quiser me convidar, convide. Eu não tenho nada contra, talvez eu até aceite e vá (é bem provável). O chato é quando a pessoa fica querendo mostrar os motivos dela estar te convidando, e assim querendo te provar que você precisa ir.
Cara, só convida e já está bom. Se eu quiser ir eu vou, senão, não vou. Não adianta tentar me convencer que eu sou obrigado a ir, isso só vai me fazer pegar raiva e não querer nem conhecer sua igreja.
Mas eu até entendo as pessoas que fazem isso. É que pra elas, a religião é a coisa mais importante da vida (imagina só). Mais uma vez eu digo, "não que isso esteja errado", faça da sua vida aquilo que quiser. Se isso é a coisa mais importante da sua vida, tudo bem, pouco me importo. Mas saiba que na minha não é. Então, curtam bastante suas religiões, façam delas a coisa mais importantes da vida de vocês, e sejam felizes. Só me deixem em paz.
Grato


@RafaelRoochaa

Um comentário:

  1. Pior, na minha opinião, é a igreja Delivery, aquela que batem na tua porta bem no horário do almoço e a panela de macarrão (unica coisa que eu sei cozinhar) está no fogo. Ser educado, nem sempre é uma vantagem.

    ResponderExcluir