terça-feira, 4 de outubro de 2011

Minha relação com as celebridades

No último fim de semana, eu e meu amigo ManoGuedes estávamos andando por São Paulo. Até aí nada demais, tudo normal, calor, fome, aquele medo de ser assaltado por um drogado. Enfim, um simples passeio pela capital. Aí teve uma hora que eu fui atravessar a rua e aconteceu uma coisa que eu detesto muito, muito de verdade mesmo. Um carro, no caso um táxi (que não deixa de ser um carro) parou em cima da faixa de pedestres. 
Cara, eu já estou andando a pé, você tá aí no seu carrinho, não poderia parar um pouquinho antes da faixa só pra eu não ter que desviar dessa sua porcaria de táxi ? Na boa, eu já estou cansado e você ainda quer que tenha o trabalho de desviar do seu carro? Custava parar um pouquinho antes? Ou você acha que se pisasse no freio dois segundos antes você ia se cansar mais do que eu me cansei por ter que desviar dessa porcaria? Acho que não, né ! Então, vamo me respeitar, por favor.


Aí comecei a me lembrar daquele quadro do Gugu em que o Rodolfo, ex-parceiro do finado ET, saia pelas ruas procurando carros que paravam em cima da faixa e quando achava, ele simplesmente abria a porta do carro e pedia para os pedestres atravessarem por dentro do veículo ou por cima do capô. O motorista, claro que ficava envergonhado e JAMAIS repetia essa atitude tão desprezível. Senti falta de um justiceiro como o Rodolfo.
Rodolfo, me salva por favor. ET, descansa em paz aí cara

Porém, enquanto eu atravessava me lamentando pela falta de respeito do motorista, meu amigo me chamou e disse: "Rafael, olha lá quem tá no Taxi" Quando olhei vi um senhor negro limpando o suor da testa (estava extremamente suado). Olhei melhor, e quem era ? 
Nossa de que adianta, tantos anos de carreira e ainda para o carro em cima da faixa


Simplesmente o cantor Agnaldo Timóteo, que desceu do táxi e começou a conversar com um cara que estava passando na rua. Mas fez o táxi parar bem aonde? Em cima da MINHA faixa de pedestres.
Na hora, para não parecer bobo perto do meu amigo, fingi que não liguei. Mas na verdade eu estava pensando "cara é o Agnaldo Timóteo !!! Que manero !!! Quero falar oi pra ele". Mas fui embora.

Eu sei que parece bobo ficar feliz por ver um famoso, mas é que como eu sou um cara completamente normal, que leva uma vida pacata e sem graça, pra mim aquilo sempre é demais. Poxa, pelo menos eu teria uma coisa pra contar pras pessoas: "Aí, hoje eu vi o Agnaldo Timóteo". 
Depois eu comecei a me lembrar do contato que eu tive com outros famosos durante minha vida.
A memória mais distante que eu tenho é de uma vez quando eu ainda era criança e estava com a minha mãe no Supermercado ___________ (já enviei um e-mail para o supermercado, se eles aceitarem me pagar pelo anúncio eu cito o nome) e passou uma velha do meu lado. Minha mãe falou um simples "oi" para ela, e eu perguntei "conhece ?", ela respondeu "é a Ofélia, da TV". Calma aí. Quer dizer que aquela velha que eu assistia fazendo receitas todos os dias na televisão, estava simplesmente fazendo compras no mesmo supermercado que eu? Não, não pode ser. Sério que o açúcar que ela usa nas receitas é o mesmo que eu uso pra adoçar meu leite? Não, não pode ser.
Naquele mesmo dia eu cheguei na casa da minha vó e a primeira coisa que eu disse foi "vó, hoje eu vi a Ofélia da TV no mercado". Poxa cara, eu tinha uma história legal pra contar. (Pra quem não sabe quem é Ofélia, era uma velha que fazia receitas na TV, tipo uma Ana Maria Braga, a diferença é que ela morreu, e a Ana Maria só quase morreu).
Não, essa é a Ana Maria. Ofélia é outra

Outro famoso que eu conheci foi o Lobão. Esse foi mais recente, no entanto, foi mais legal, porque ao contrário da Ofélia, dele eu era fã (se quiserem me criticar por eu ser fã do Lobão, sintam-se a vontade, eu entendo e concordo). Quando eu o vi, ele estava lançando seu livro, que na verdade eu nem queria ler, mas fui no lançamento porque na época eu escrevia em um blog sobre Rock Nacional e queria fazer uma entrevista com ele. 
Pra me aproximar, comprei o livro e fui até sua mesa pedir um autógrafo. Enquanto ele autografava eu falei "Ow Lobão, você poderia dar uma entrevista pro meu blog ?", ele falou "claro, me manda as perguntas nesse e-mail que eu te respondo". 
Mandei, até hoje to esperando a resposta. Ou seja o Lobão mentiu pra mim. Eu sabendo que ele é um mentiroso, como iria acreditar em tudo o que eu li no livro ? Desculpa Lobão, não acreditei em nada do que eu li, você só mente cara, eu te conheço.
O exato momento em que Lobão estava mentindo pra mim

Teve o dia que eu vi os caras do Restart, que eu já citei em um post aqui, mas também foi um curto contato. Foi só o tempo de tirar uma foto deles e ver o Koba entrando no banheiro. E uma outra vez eu vi O Luan Santana, só que eu estava na Jovem Pan pedindo emprego, e quando você está pedindo emprego não é um bom momento pra ficar tietando artista.
Ah, e é isso. Meus contatos com famosos foram todos bem curtos, podiam ter sido melhores. Mas eu ainda espero um dia que eu possa ver um artista e trocar uma boa ideia durante um bom tempo, só pra depois eu chegar pros meus amigos ou pra minha vó e falar "pô, troquei mó ideia com aquele famoso lá, ficamos um tempão conversando". 
Claro, desde que não seja um famoso que pare o carro na faixa de pedestre. Esse tipo de pessoa eu não quero nem ver na minha frente.


@RafaelRoochaa

Um comentário:

  1. Não sabia que você gostava tanto do AGNALDO TIMOTEO rafinha... kkkk ou escreve um post sobre o maniaco do trem...

    ResponderExcluir