terça-feira, 13 de julho de 2010

Primeiro Post e Copa do mundo


Esse é o primeiro post do meu blog. Como qualquer pessoa normal, eu deveria postar um texto dizendo que não sei sobre o que vou escrever aqui (acho que isso é uma lei dos blogs, quase todo primeiro post é assim), mas seu não soubesse o que escrever, não escreveria nada, nem faria um blog. Então eu vou começar falando sobre algo que todo mundo tem falado ultimamente: a Copa do Mundo.
Esse é um assunto que te me incomodado muito. Durante esse período, todos que sempre criticaram o Brasil, de repente tornam-se patriotas radicais, vestem camisas com a bandeira brasileira, penduram faixas na frente de suas casas, sentem raiva de outros países (leia Argentina) que de alguma forma ofendem ou menosprezam o nosso, enfim, sentem orgulho de ser brasileiro.
Até aí tudo bem, isso é normal, é como em outras datas. No natal por exemplo, todo mundo se deixa envolver por um espirito natalino que nos faz parecer cristãos da melhor qualidade, porém é só passar a data que nem ao menos vamos à igreja. Então é natural que durante a copa, devido ao fato de estarmos torcendo para a seleção do Brasil, o orgulho de ser brasileiro aumente. Mas o problema não está nessas pessoas que são patriotas de quatro em quatro anos, e sim nas que se sentem incomodadas com isso.
Uma coisa que eu tenho escutado muito de pessoas supostamente intelectuais com as quais sou obrigado a conviver é a frase: "a hora que acabar a copa essas pessoas não vão fazer nada pelo brasil", tá, ok, aí eu te pergunto, e você está fazendo o que pelo Brasil?
A maioria desses pseudo-intelectuais que citei eu encontro na faculdade (estou cursando jornalismo), e muitos desses são pessoas que eu definiria como "playboys" e "patricinhas" que só se dão ao trabalho de ir a aula pra fazer social e poder dizer "estou fazendo faculdade!". Grande coisa, o único motivo que deve levar uma pessoa a cursar o ensino superior é o desejo de ter um bom emprego, e não o desejo de ser superior aos outros, faculdade não faz você ser, nem parece melhor que ninguém. Conheço muita gente que não é formada e está muito melhor do que eu.
Na verdade essa turminha intelectual segue uma ideologia que eu definiria como "anarquia moderna", que consiste em ter um pensamento anarquista, contestador, de gente que luta pelos seus direitos, mas ter uma postura completamente diferente do pensamento,pois estão mais preocupados em ter uma boa imagem diante das outras pessoas, e até por isso aderem a esse pensamento contestador, pois assim no meio de uma discussão você pode soltar uma frase feita que te faça parecer um intelectual e pronto, assim você consegue ser respeitado.
Tudo bem, eu concordo que devemos lutar pelo progresso do nosso país, mas o futebol não é um movimento politico ou social, é só um esporte, serve para divertir, quem torce pela seleção não está fazendo nada contra o crescimento da nação, também não estão contribuindo, mas isso ninguém faz, se alguém estivesse fazendo alguma coisa nós estaríamos vivendo em um país melhor e ninguém iria reclamar de nada. Então, meus queridos anarquistas modernos, antes de criticar as pessoas que sentem orgulho do Brasil somente pelo futebol e dizer que estes não estão fazendo nada, pergunte a si mesmo, "e o que eu estou fazendo?"